I love Pasta

Curiosidades e notícias do mundo da massa

Scarica il pdf "La Nuova Piramide della Dieta Mediterranea - by Pasta Zara"A Massa um pilar da Dieta Mediterrânica, designada como Património Cultural da Humanidade pela Unesco, tem um valor energético elevado de conteúdo discreto proteínas. O valor calórico é ao redor das 350 Kcal por 100 gramas. O conteúdo de gorduras è modesto (1%).
Descubra mais sobre a Nova Pirâmide da Dieta Mediterrânica

A Massa é rica em vitaminas do grupo B e de ferro, contém pouco sódio e não contém colesterol. Além disso, quem consume massas regularmente tem um nível mais baixo de trigliceridos no sangue (-19%, em média) do que quem descuida-se deste alimento e prefere outros; portanto, torna-se uma óptima prevenção para as perturbações cardíacas.

La pasta migliora l'umore delle personeA Massa o humor das pessoas. Isto foi estabelecido pelos nutricionistas da Ipo (International Pasta Organisation) em base a evidências científicas. Resumindo, a glicose que é liberada pelo amido favorece a síntese a nível cerebral da serotonina, um neutro transmissor dos hormónios da alegria.

A Massa iem Itália teve um ano crucial: 1954. No decorrer daqueles 12 meses, de facto, os consumos de massa chegaram a 28 kg. per capita anuais que ainda hoje, mais ou menos, é a quantidade anual. Além disso, naquele ano chegou aos cinemas o filme “Un americano a Roma” (Um americano em Roma), com Alberto Sordi na inesquecível representação do rapagão encantado pelos Estados Unidos que, porém, cede perante um prato de spaghetti (que ele chama de “macaroni”) (“Macarone io me te magno”). Um manifesto da cozinha italiana que deu a volta ao mundo.
http://youtu.be/N8WuLcncbBM

A Massa engorda? Não é verdade. Afirmam-no os nutricionistas. Não existem, de facto, patologias que justifiquem a eliminação da massa da dieta, nem o peso excessivo, nem a obesidade. É suficiente pensar que 100 g. de massa não temperada fornecem apenas 350 calorias. Uma porção justa temperada com tomate ou hortaliças não apenas não engorda mas, pelo contrário, por deixar-nos fartos, ajuda-nos a não comer fora das refeições comidas demasiado ricas em calorias.

Marco PoloA Massa foi trazida para a Itália por Marco Polo depois da sua famosa viagem à China? Está é uma lenda a ser eliminada. Marco Polo voltou à Itália em 1295, a massa já chegara antes à Itália e, principalmente, a então conhecida na China pouco tinham a ver com a italiana de trigo duro.

A Massa foi mencionada oficialmente pela primeira vez em Itália em 1154 quando, em uma espécie de guia turístico, o geógrafo árabe Al-Idrin mencionou “uma comida de farinha em forma de fios”, chamado triyah (do árabe itrija, que deriva da raiz tari: húmido, fresco), que se produzia em Palermo e exportava-se em barris para toda a Itália. Ainda hoje na Sicília encontram-se a “tria bastarda” e os “vermiceddi di tria”. No Salento, a “massa e tria” e os “ciciri e tria”. Na área da província de Bari há a “tridde” (diminutivo de tria).

A Massa tem na Itália o líder mundial de produção, com 3,2 milhões de toneladas, que representam 26% da produção mundial. A massa na mesa é um rito imprescindível para 2,1 milhões de italianos que a comem no almoço e no jantar, 7 dias por semana.

La pasta allunga la vitaA Massa prolonga a vida. Revelou uma investigação conduzida pela Washington University de St. Louis e publicada pela revista da Academia de Ciências dos Estados Unidos: “Uma dieta com baixo teor calórico, formada 46% de hidratos de carbono prolonga a vida, e exerce um efeito protector relativamente a uma série de doenças”.

A Massa é uma panaceia para a próstata. Chegou a este resultado um grupo de investigadores da Universidade do Illinois (Chicago) que utilizou como amostra 32 homens pacientes de adenocarcinoma. O resultado foi que “para prevenir doenças da próstata, não há nada melhor que uma dieta à base de massa com tomate”. Esta investigação foi publicada pelo Journal of the National Cancer Institute.

A Massa no comércio às vezes tem cor amarela, mas às vezes é esbranquiçada. Por que? Simples, depende da elaboração. É mais amarela quando for passada por fieira de Teflon e secada com temperaturas altas: por outro lado, uma massa de cor clara é sinónimo de produção com fieira de bronze e secagem lenta.

Giacomo CasanovaA Massa apetecia a Casanova. E muito! O famoso bon vivant compôs em Chioggia, em 1734, um soneto em honra do macarrão. Parece que naquela ocasião comeu tanto macarrão que até foi coroado como o Príncipe do Macarrão.

A Massa emagrece. Segundo os dados estatísticos do Eurobarometer, de facto, os italianos são os mais magros da Europa, graças à dieta Mediterrânica à base de massas.

A Massa afasta as doenças. A Mayo Clinic Proceedings, uma publicação científica com autoridade dos Estados Unidos, chegou à conclusão que “uma dieta pobre de hidratos de carbono pode causar doenças”.

A Massa não pode faltar na mesa do director. Afirma-o uma sondagem promovida pelo Club di Papillon e realizada com directores de empresa italianos. Revelou-se que em um almoço de trabalho os entrevistados renunciariam nesta ordem: primeiro à sobremesa, depois à carne, ao peixe, à entrada. A massa estava no ultimo lugar.